Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Vida que segue




— Gabito Nunes disse:
"Quantas chances de viver loucuras memoráveis a gente desperdiça com essa mania besta de pensar?"
Concordo. E talvez essa seja a resposta do por que de eu ser  tão nostálgica.
Do por que eu sinta tanta falta  do que houve
Naquele tempo eu tinha pressa, vivia com tanta intensidade que não me dava tempo de pensar, de analisar de ponderar
A maturidade nos da essa consciência, paciência, responsabilidade
É como uma proteção a nos mesmos, considerar não somente se é possível, mas se acrescenta.
Eu já fui o primeiro beijo, a primeira namorada, a primeira paixão, a alegria e a decepção de alguém
Fui tantas sensações... tantos sentimentos...  Que me pergunto o que realmente valeu à pena?
Será que houve algum lugar por onde estive em que eu realmente consegui ficar?
Será que consegui me tornar lembrança, daquelas que quando a gente fecha os olhos abre um sorriso?
Acho que deve ser isso o que verdadeiramente importa... O que você conseguiu ser.
Afinal tudo o que se faz, se faz com alguma intenção, (com intenção ou não) essa talvez seja a de se perpetuar na memória de alguém, no coração de alguém, na recordação de alguém
Colecionamos momentos que guardam tantas lições e emoções, não somente pra levar como aprendizado, às vezes é somente pra guardar, somente pra lembrar...
Não adianta pensar no que foi querendo saber o que seria se ainda fosse, o que foi era o que tinha que ser
Agora o que fazemos com o que foi o que ficou do que foi é o que importa
O resto é vida que segue rumo a novas lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar sua opinião.
Pra mim é super importante. ;)