Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Lembranças

Pra esquecer? É só não lembrar


Estou Aqui com os botões do meu teclado revirando lembranças na tentativa de arranca las de dentro da minha cabeça
E cheguei à conclusão de que é isso: Não lembrar é a frase chave pro momento
Não falar, não escutar, não ligar, não procurar...
Claro não é tão simples quanto se escreve tão pouco fácil
Mas não é surreal.
Então analisando toda essa confusão estalada aqui dentro comecei a me perguntar:
A que ponto cheguei e como cheguei?
Daí Reparei no quanto gosto de filmes que começam pelo fim
Sabe aqueles filmes que começam com o final?
E então vai se desenrolando pra que a gente entenda o porquê daquela cena.
 São meus preferidos, eu nunca parei pra pensar no por que, mas acho que agora sei.
É que pra mim não importa como vai acabar, mas o que aconteceu ate ali
O ultima cena é importante... Define, mas não é a principal
O contexto sim, a trama toda é que faz a diferença, sabendo como acaba eu acabo meio que me protegendo de um frustrante desperdício de tempo.
A curiosidade de saber o que houve pra que ali chegasse me prende
Assim pra mim também é fora da ficção, engraçado...  Comparações sem sentido fazem tanto sentido quando a gente quer definir alguma coisa que não tem definição, neh?
Ate hoje não conheci ninguém que me ensinasse a esquecer, nem livros, nem filmes...
Não tem um manual pra isso
A gente inventa maneiras pra que isso aconteça, mas no fundo a gente sabe que é quase impossível
Quase... É eu disse quase...
Por que por mais que não exista um interruptor aos poucos o tempo vai carregando toda essa lembrança e a guarda num lugar seguro pra que você só a encontre no momento em que realmente estiver preparado pra lidar com ela.
Esse momento acredito que venha com a maturidade de entender
Que não podemos ter só por que queremos ter.
Não vou chamar essa estratégia de indiferença, embora pareça, eu chamaria talvez de...
Sobrevivência...
Expectativas, desejos, ilusões, obrigar o coração esquecer...
Tudo isso, causa dores no corpo, dores emocionais e se vc não for forte
Isso pode ser fatal pra sua vida sentimental.
Matar o conto de fadas que você idealiza a vida inteira, só por que
 Conheceu alguém certo no momento errado
Só por que achou, pensou, supôs que seria do jeito que você queria e não foi
Não da pra ignorar tudo o que vem só por que o que foi não foi como esperava
Não vale a pena enterrar a pureza do sonho por que acordou em um deles na melhor parte.
Não vale a pena instir onde não há possibilidade
Gostar sozinho é pior que sofrer sozinho
Lembrar querendo não é uma boa combinação pelo menos isso eu aprendi
Então já que é isso, explicado esta
Pra esquecer? É só não lembrar

sábado, 13 de agosto de 2011

Perfeito



Perfeito pra mim?
Ah...É Alguém que escuta e fala quando assim necessário cada um na sua ordem de necessidade
Alguém que seja romântico, mas não tanto quanto eu pra que a gente não acabe enjoados de tanto amor
Alguém que abra a porta do carro, puxe a cadeira e pegue na minha mao enquanto conversa
Que coloque uma musica pra tocar daquelas que fazem a gente levitar
Alguém que sonhe alto e que mantenha meus pés no chão
Que seja especial e que seu sorriso ilumine meu dia. Todos os dias...
Que me faça sorrir e que sorria junto comigo
Alguém que me mime, mas não me deixe mal acostumada
Que me de presentes diários como lembranças em versos postados (em redes sociais, por exemplo)
Gentil e inteligente, bom caráter, simples... E que complique um pouco de vez enquando
Que não me conte tudo... Que não me mostre tudo pra que eu sempre queira mais...
Alguém que me faça imaginar, acreditar, suspirar...
Quero alguém que se lembre de datas importantes e de momentos marcantes
Não precisa gostar exatamente do que gosto nem de como gosto, mas tem que ter os mesmos gostos
Que tenha necessidade de mim, que me olhe dormir, que me deseje e entenda quando eu não tiver afim
Que me faça de inspiração assim como o farei pra mim.
Essa perfeição vem acompanhada de muitos defeitos, porem tão pequenos que não chegam a causar efeitos
Temos que ser parecidos... E totalmente diferentes
A sintonia deve ser sentida no olhar, na pele, no ar...
Ahh e a beleza?... Atrai os olhos... é importante também neh?
 Mas o jeito sem jeito do cabelo num corpo proporcional sem intenção de ser bonito
Com aquele sorriso de menino e olhos incrivelmente sedutores tudo meio sem desígnio sabe?
Como se fosse assim...  Sem esforço...
Ahh isso sim é encantador!
E, sobretudo, pra ser perfeito tem que ser inteiro não importa se pra sim ou pra não.
 Mas tem que ser completo. Sem medo, sem receio, sem pretexto...
 Pra que eu perceba de imediato se é ou não minha concepção de perfeição.


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Fato!



Já sentiu como se tivesse saído um fim de semana e quando retornou encontrou tudo do jeito que deixou?Exatamente igual... Não esta nada fora do lugar...
Você lembra como era e isso te da à certeza de que continua idêntico.
Mas, Não dentro de você.
Como um momento pode alterar tanto assim?
Que poder é esse que não da pra controlar ou evitar?
Não tem como voltar e fazer de novo... Concertar... Fazer ser como antes
O sorriso pode ate disfarçar, mas não resolve...
O abraço é quente, mas não o bastante pra aquecer a alma...
Tem algo diferente, mas é complicado, porque só eu vejo... Só eu sinto
Então fica difícil... Fica bem difícil...
Só que tem coisas que simplesmente acontecem, daí a gente inventa vários rótulos pra justificar... Mas...
Tem coisas... Que... Só acontecem
Ir em frente pode ter vários significados... Sentidos... Pode ser um infinito
Ou pode ser somente... Um refugio
Entender... Ah essa mania de querer entender...
Essa necessidade de ter certeza do que esta acontecendo
De impor regras aos acontecimentos... Nossa quanta bobagem!
Querer definir, explicar, entender não significa ter controle.
Mas afinal o que eu queria? Eu mal consigo colocar um ponto final no que escrevo imagina no que sinto
Sou reticências... Pausa... Suspiros... Lembranças... Incertezas
E isso talvez seja minha maior inspiração, talvez seja isso que me motive a ir em frente
A querer descobrir as respostas da minha insegurança.
É... Sinceramente... O fato é que não posso me definir... tenho que me conformar em simplesmente sentir...
Então...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Será?


Será que ele pensou o mesmo que eu, no momento em que pensei?
Será que sonhou comigo, assim como sonhei?
Que desejou e imaginou...
Será que quando escreve, escreve pra mim, assim como eu pra ele?
Será que sentiu na mesma intensidade?
Que teve vontade de ligar num fim de tarde?
Será que assim como comigo a musica traz lembranças?
Será que senti saudade e quem sabe um pouco de esperança?
Será que pra ele foi verdadeiro como foi pra mim?
Será que ele também desejou não ter fim?
Será que ainda sente o perfume?
Ou que já encontrou alguém pra ocupar o vazio que eu não consegui ocupar?
Será que tem a mesma sensação que tinha ao me abraçar?
Será que ainda se pega pensando no que foi e no que poderia ter sido
Que se faz as mesmas perguntas que eu me faço e se sinta incompreendido?
Não era pra ter duvidas...  afinal tudo foi muito obvio
Eu é que por incrível que pareça ainda me permito questionar
Talvez por tentar manter uma possibilidade que não existe.